Afinal, vamos ter uma indústria 100% sem fio? WirelessHART

afinal-vamos-ter-uma-industria-100-sem-fio-wirelesshart

Afinal, vamos ter uma indústria 100% sem fio? WirelessHART

Sim, este é um questionamento comum quando falamos de wireless na indústria. Será que vamos eliminar 100% os cabos? Desde a comunicação até a alimentação dos instrumentos? Eu acredito que pode ser que um dia isso aconteça, mas existe um caminho longo até este momento.

Se olharmos para comunicação wireless em um âmbito mais abrangente, já existem tecnologias para carregamento de dispositivos sem que exista cabo entre a base e o device. Isso também se aplica a carros elétricos, onde já existem vagas onde o carro é recarregado por sinal indutivo gerado pela vaga.

Notícia

Uma notícia recente em alguns canais de tecnologia, foi que será construida uma estrada com uma faixa que tem capacidade de recarregar carros elétricos enquanto ele estiver na rodovia.

Com essa notícia da estrada no Reino Unido, os internautas disseram que a aplicação não é nova e realmente não é, a Coreia do Sul já tem uma faixa dedicada para ônibus.

Essa faixa é responsável por fazer o recarregamento da bateria enquanto estão trabalhando.

Mas se pararmos para pensar, também temos algo assim nos nossos ônibus elétricos em São Paulo, mas com muito fio em cima deles ainda ( rs )…



Feira CES2015 e Wireless!

Na feira de eletronicos CES 2015 que foi realizada em Las Vegas, foi apresentado um conceito de casa wireless, onde tudo é conectado sem fio, até o carregamento dos devices.

Um consórcio foi criado para desenvolvimento de um padrão de comunicação para dispositivos de recarregamento wireless, o padrão apresentado é o QI “Ti”.

O QI é um consórcio chinês para comunicação wireless. Como podemos ver, eliminar o fio tem sido o foco de muitas empresas no mercado!

Na indústria, a tecnologia wireless veio para ser um complemento dos protocolos existentes, pois oferece vários benefícios para o usuário.

Hoje ela ainda não é capaz de substituir toda instrumentação com fio da planta, pois no cenário atual este também não é o objetivo dos padrões de comunicação atuais.

Existe uma certa resistência de algumas empresas de adotar a comunicação wireless, pois não confiam ou tem receio da segurança dos dados.

Por outro lado temos empresas que já estão bem avançadas na utilização da instrumentação wireless e estão utilizando de forma sensata.

Desta forma, eles reduzem custos em novas aplicações sem comprometer a segurança do processo.

Exemplos de aplicação WirelessHART

Dando alguns exemplos onde a aplicação do wireless pode ajudar na indústria, podemos citar o trabalho em altura.

A NR-35 hoje é requisito básico para este tipo de trabalho. Já não é tão fácil quanto no passado acessar certos instrumentos, como por exemplo um radar instalado em um tanque de 15 metros de altura.

Nessa aplicação, a tecnologia wireless pode ser implementada. Primeiramente para tirar o técnico/engenheiro do risco, como também para facilitar o dia a dia deles ” acessando os instrumentos da sala com ar condicionado”.

O wireless pode ser aplicado nos radares já instalados com sinal 4 – 20 mA indo para o painel e a comunicação sem fio será responsável apenas por derivar o sinal HART para que o acesso seja feito remotamente.

Está instalação traz SEGURANÇA, pois não será necessário ficar subindo no tanque e também iniciará o conceito de manutenção preditiva na empresa.

Com acesso remoto, é possível gerenciar o ativo de planta de forma mais eficiente.

Gestão energética

Este é um assunto em alta por conta de todos os problemas que estamos tendo com escassez de água e também com custo de geração de vapor, ar comprimido, eletricidade e gás natural.

Instrumento wireless
Instrumento wireless

Pensando nisso, faz-se necessário monitorar os consumos para verificar onde existem perdas ou quem está consumindo mais! Um projeto de gestão energética, pode ter um custo muito elevado para empresa, mas seu retorno de investimento normalmente é muito rápido.

Visando viabilizar ainda mais a implementação do projeto, a aplicação da tecnologia wireless ajudará a reduzir os custos de instalação.

A tecnologo exige o mínimo possível de cabo, infraestrutura e tempo de aplicação será muito menor, fazendo o retorno de investimento ser ainda mais rápido.

Hoje wireless é um complemento que veio para ajudar e viabilizar diferentes aplicações. Não vamos ver uma indústria 100% wireless por enquanto, mas eu sinceramente não descarto essa ideia para o futuro.

Tudo está migrando para a conectividade e redução de cabos, não sei se vou estar aqui para ver uma planta 100% wireless. Hoje vejo empresas que deram um voto de confiança para tecnologia terem retorno sob o investimento.

Postagem original



0 Comentários

Fabrício Andrade

Tenho 10 anos de experiência no mundo da Automação industrial, comecei minha carreira na JAT Instrumentação, depois trabalhei na Emerson Automation Solutions e Endress+Hauser. Tive a chance de implementar projetos, ministrar treinamentos e resolver problemas em diversas empresas no Brasil e Latina América. Hoje, moro e trabalho na Alemanha desenvolvendo uma plataforma digital para mundo da Automação industrial. Além disso, sou cartunista e baterista nas minhas horas de folga.

Resposta para seu comentário

Seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados!*