NFC – As plaquetas estão evoluindo, SÉRIO!

nfc-as-plaquetas-estao-evoluindo-serio

NFC – As plaquetas estão evoluindo, SÉRIO!

O setor industrial, existe tamanha conectividade?

Não tenho muitos anos no mercado, mas estou perto de fazer 10 anos de experiência. Voltando alguns anos atrás, quando realizava manutenção em instrumentos diversos de instrumentação ( Vazão, pressão, nível etc ).

Uma das etapas depois que o cliente aprovava o orçamento de manutenção era, realizar a pintura do medidor primeiramente e refazer as plaquetas e é nessa etapa que gostaria de dar foco.

Acredito que tenha sido por volta de 2007 – 2008, o processo para refazer a plaqueta era o seguinte, pegávamos plaquetas do mesmo modelo do medidor zeradas para realizar a escrita, essa escrita podia ser de forma manual ou no computador, vamos descrever primeiramente o processo no computador.

O computador em questão era windows 95, por que o programa da plaqueta era muito antigo e não era possível realizar atualização. Existia uma impressora que escrevia diretamente na plaqueta e para isso você precisava posicionar a plaqueta  de forma correta, além de selecionar o modelo certo no computador, mas como eu sabia o que escrever?

Eu precisava copiar da plaqueta antiga e se não existisse a informação, isso gerava um problema grande pra mim.

Processo de criação

O processo manual para criação da plaqueta era bem simples, você lia o que estava na plaqueta velha e escrevia novamente utilizando uma tipo de martelo com um acessório que tinha todas as letras para escrever na nova plaqueta, letra por letra.

Todo esse processo evoluiu é claro nos processos de fabricação de novos medidores, mas em manutenção eles ainda existem e isso pode gerar erros de informação, pois o processo é muito manual e erros podem acontecer quando as informações estão sendo passadas para uma nova plaqueta, mas no que isso afeta?

Se eu perguntar, você sabe quais os modelos e instrumentos que você tem em sua planta, saberá responder facilmente?

Acredito que não, em 99% dos casos o cliente não tem essa informação de forma fácil e quando for dimensionar um novo equipamento irá precisar verificar as informações de plaqueta do medidor antigo para saber o que deve comprar, mas e se a informação está incorreta o que acontece?

Esse é um dos pontos, com o passar dos anos e a exposição que os equipamentos sofrem, as plaquetas somem ou se danificam e isso faz com que as informações sobre o equipamento sejam perdidas.

Conectividade nos tempos modernos

Em um tempo de conectividade é importante saber de forma fácil qual sua base instalada e ter ideia do ciclo de vida da sua instrumentação, além do acesso rápido as informações do instrumento como: Certificado de calibração, manual de configuração, histórico de falhas, históricos de atividades e lista de peças de reposição.

Isso já é possível com soluções em nuvem, onde toda informações dos ativos são visualizadas de forma fácil e rápida, mas quando você estiver no campo como terá acesso de forma fácil ou caso mande um instrumento para reparo, como garantirá que não irá perder as informações sobre equipamento depois do reparo?  Para essas questões, novas soluções surgem no mercado, facilitando o acesso a informação e evoluindo com conceito novo de plaqueta para novos instrumentos.

Novas plaquetas – NFC

A ideia dessas novas plaquetas é o acesso mais fácil a informação, mesmo depois de muito tempo que equipamento ficou exposto a área e não é possível visualizar a informação nas plaquetas.

Via celular ou comunicador de campo e com comunicação sem fio é possível levantar todas informações do instrumento, garantindo que a troca dele será feita de forma correta ou também para identificar de forma mais fácil o TAG do instrumento no campo.

NFC
NFC

Essa tecnologia em um primeiro momento não substituirá a plaqueta convencional que todos nós conhecemos, mas é um complemento como uma redundância de informação, gerando conectividade ” Internet of things” com instrumentos da planta, os benefícios são inúmeros para o usuário, podendo citar:

  • Identificação:  Depois de realizar a compra de um medidor e quando ele é recebido na empresa, de forma fácil é possível verificar todos os dados e comparar com a ordem de compra tendo certeza que medidor recebido é o que foi solicitado, agilizando o processo de verificação utilizando celular ou comunicador de campo.
  • Instalação e comissionamento: Na hora de realizar a instalação e comissionamento é possível de forma fácil levantar todos manuais necessários para configuração e instalação, visualizando tudo na tela do celular em áreas não classificadas ou com comunicador de campo em áreas classificadas.
  • Operação: Depois de anos de operação do instrumento, uma forma fácil de identificar qual tag, order code e descrição do equipamento ou até mesmo levantar dados para manutenção com manual de operação é via celular e comunicador de campo.
  • Reparo e troca: Saber qual era o order code do equipamento para comprar um novo ou ajudar a dimensionar um novo medidor ficou mais fácil, pois mesmo não tendo informações nas plaquetas convencionais tudo poderá ser acessado via celular ou no seu comunicador de campo.

Estamos vivendo em um mundo cada vez mais conectado e isso está presente em nossas casas e trabalho, precisamos nos adaptar a era digital, pois ela ficará cada vez mais presente e ao mesmo tempo precisamos visualizar os benefícios para o nosso dia a dia de trabalho.

A informação é a chave para o sucesso e ela pode estar facilmente em suas mãos, é só dar uma chance!

Publicação original

0 Comentários
Tags:,

Fabrício Andrade

Tenho 10 anos de experiência no mundo da Automação industrial, comecei minha carreira na JAT Instrumentação, depois trabalhei na Emerson Automation Solutions e Endress+Hauser. Tive a chance de implementar projetos, ministrar treinamentos e resolver problemas em diversas empresas no Brasil e Latina América. Hoje, moro e trabalho na Alemanha desenvolvendo uma plataforma digital para mundo da Automação industrial. Além disso, sou cartunista e baterista nas minhas horas de folga.

Resposta para seu comentário

Seu email não será publicado. Os campos requeridos estão marcados!*